Governo vai ressuscitar câmaras setoriais para recuperar empregos

0
534

São Paulo, 16/09/2016 – O presidente Michel Temer anunciou na quinta-feira, 15, que vai retomar a ideia das câmaras setoriais, grupos que foram criados no início dos anos 1990, com a finalidade de combater os efeitos da crise econômica por meio de compromissos assumidos entre empresários, trabalhadores e governo, segundo matéria publicada ontem pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Em nota, a Secretaria de Comunicação Social afirmou que os grupos temáticos vão reunir “empregadores e trabalhadores com o objetivo de gerar empregos”. Segundo o comunicado, “as áreas específicas da produção nacional serão chamadas para discutir matérias relacionadas ao crescimento econômico de cada setor”.

Segundo o jornal Estadão, de acordo com relatos dos deputados, a medida é uma demanda que já existia no Congresso e vinha sendo estudada. A estratégia seria alinhar esses trabalhos setoriais com os projetos de ajuste fiscal, como a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que institui um teto para o gasto público, para atrair investimentos.

Entre os defensores da proposta está o líder do PSD na Câmara, Rogério Rosso (DF), e o presidente do Solidariedade, deputado Paulo Pereira da Silva (SP), que comanda a Força Sindical. Para Paulinho da Força, entre os setores que devem ser favorecidos estão o automobilístico e o da construção civil, inclusive a construção pesada.

De acordo com a matéria do jornal, pela proposta de Rosso, pelo menos 17 setores deverão ser contemplados, entre eles o do agronegócio, comércio e serviços, eletroeletrônica, automotivo, têxtil, mineração e turismo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.