Subestimação da economia nas manchetes. E a promessa do “lago azul” em 2018

0
610

POR JARBAS DE HOLANDA

No Estadão e no Valor, de hoje, duas avaliações corretas e oportunas da conjuntura econômica e política e do conflito básico no pleito presidencial de 2018 feitas respectivamente, pelo professor José Márcio Camargo e por Delfim Netto.

Abertura da primeira: “A frase ‘O sucatão está decolando’ supostamente irônica foi dita pela jornalista âncora de um dos principais noticiários de uma das redes de comunicação mais importantes do País, surpresa diante da notícia de que a economia brasileira voltou a crescer e a taxa de desemprego entrou em trajetória de queda. A jornalista não está sozinha. Um grande número de analistas (com muitas e boas exceções) se surpreendeu com a retomada do crescimento da economia, a queda do desemprego e da inflação. Essa surpresa decorre de uma cegueira mais ou menos generalizada, em parte por razões puramente ideológicas e, em parte, pela incapacidade de separar questões relacionadas a disputas política, jurídica e moral de decisões de política econômica corretas e coerentes.”

Trechos da segunda avaliação, com o título “As consequências vem depois”: “Não tenhamos ilusões. A batalha eleitoral (no segundo turno do pleito maior de 2018) decidirá se a política econômica, que poderá estar produzindo resultados razoáveis e visíveis em outubro do próximo ano – crescimento entre 2% e 3%; redução do nível de desemprego; taxa de inflação na meta; taxa de juros de um dígito e política fiscal responsável –, continuará, ou se teremos o retorno do populismo que oferecerá o ‘lago azul’ e a volta ao ‘passado glorioso’ produzido pela política voluntarista que nos levou ao buraco em que estamos. Apenas o reconhecimento da sociedade do relativo sucesso da atual política econômica poderá… minimizar os riscos da volta ao experimentalismo tosco que continua a sugerir que o mesmo remédio produzirá efeitos diferentes!”

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.