Alckmin cria primeiro pedágio flexível do Estado

0
499

São Paulo, 04/11/2016 – O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), lançará nesta sexta-feira, 4, o primeiro edital de concessão de rodovia no Estado que prevê preço de pedágio flexível. Em um trecho de mais de 570 quilômetros de pista, a gestão determinará que a empresa vencedora da disputa cobre mais caro por veículos circulando em horário de pico e, consequentemente, preveja desconto para os condutores trafegando em outros horários de menor fluxo, segundo matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo.

O porcentual de variação de cobrança não está previsto no edital e deverá ser definido por quem ganhar o certame, respeitando proporções a serem estabelecidas. A experiência poderá embasar o governo a difundir o modelo para outras concessões estaduais e é a primeira de um pacote planejado pela gestão nas rodovias paulistas.

Segundo o Estadão, o edital desta sexta englobará sete rodovias e está sendo denominado de Rodovia do Centro-oeste Paulista, saindo da cidade de Florínea, na divisa com o Estado do Paraná, e seguindo até Igarapava, próximo de Minas.

A concessão por um período de 30 anos prevê aplicação de R$ 3,9 bilhões a serem usados em duplicação, restauração, instalação de equipamentos e sistema de segurança em toda a extensão da rodovia. A implementação de uma rede Wi-Fi no trecho está sob avaliação.

Hoje, o cálculo das tarifas de pedágio leva em conta a categoria das pistas – se têm canteiro central ou são simples, por exemplo – e o tipo de veículo. De acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que regula o setor, a quantidade de pedágios implementados nas vias garante ao usuário um pagamento “mais justo e proporcional ao trecho percorrido”.

Há a expectativa ainda de que a empresa vencedora assuma os trechos hoje administrados pela Vianorte, que incluem os 131,2 quilômetros da Via Anhanguera, além de cinco outras pistas. Com isso, é esperado um novo cálculo para o pedágio nesses trechos, com redução de tarifa que poderia chegar a 19%.

David Abreu – david.abreu@goassociados.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.