Destaques 22/02

0
574

BNDES lança editais para saneamento no Norte e Nordeste

São Paulo, 22/02/2017 – A presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Maria Silvia Bastos Marques, afirmou que a instituição deve lançar na sexta-feira os seis primeiros editais para saneamento, destinados a Estados do Norte e Nordeste. Na lista de Estados que serão atendidos inicialmente estão Pará, Amapá, Alagoas, Sergipe, Pernambuco e Maranhão, segundo matéria publicada no jornal Valor Econômico.

Segundo Maria Silvia, houve um processo de seleção e 20 consultorias foram pré-qualificadas para participar dos pregões eletrônicos que vão definir as empresas que farão os estudos para as concessões. Ela fez questão de negar qualquer mal-estar do governo com os desembolsos do banco, diante de especulações de que o Planalto estaria insatisfeito com a atuação “tímida” do BNDES.

De acordo com a matéria, em infraestrutura, o banco tem trabalhado para avançar em PPPs e nos leilões de energia. A presidente do BNDES ressaltou que o aumento dos investimentos é um processo importante para aumentar a produtividade e para garantir a retomada do crescimento econômico.

Para ler a matéria completa, clique no link abaixo:

Matéria – Valor Econômico

Governo planeja trens de média velocidade em São Paulo e Brasília

O governo federal planeja a construção de duas linhas de trens de média velocidade, aqueles que permitem viagens com velocidade média entre 160 e 180 km/hora, podendo chegar a 200 km/hora, com investimentos que podem superar R$ 40 bilhões. A primeira ligaria São Paulo à cidade de Americana, passando por Jundiaí e Campinas, num trajeto de 135 km. A outra, entre Brasília e Goiânia, teria 210 km, segundo matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo.

Os estudos de viabilidade dos dois projetos já estão na mesa da Secretaria Executiva do Programa de Parcerias para Investimentos (PPI), que concentra os projetos federais de infraestrutura logística. O Estado apurou que, nos próximos dias, gestores do PPI se reúnem com representantes do governo paulista para tratar do assunto e tentar avançar no modelo de negócios do empreendimento.

Segundo o Estadão o custo total do projeto que ligaria Brasília a Goiânia, em uma viagem de aproximadamente 1h30, está estimado em US$ 8,5 bilhões. Já os 135 km de trilhos entre São Paulo e Americana teriam custo de US$ 5,5 bilhões.

Para ler a matéria completa, clique no link abaixo:

Matéria – Estadão

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.