Atraso e paralisação atingem 37,5% das obras com dinheiro do FGTS

0
413

O Jornal Valor Econômico, em sua edição de hoje, levanta a questão do “estoque” de aproximadamente 2.300 obras que foram financiadas com recursos do FGTS, 37,5% estavam paralisadas ou atrasadas no fim de 2016.

Leia a íntegra do matéria no site do Valor Econômico (para assinantes): Atraso e paralisação atingem 37,5% das obras com dinheiro do FGTS

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.