Sabesp estuda administrar o destino do lixo na Grande São Paulo

0
786

São Paulo, 18/04/2017 – A  Sabesp, empresa de água e esgoto do governo paulista, estuda  ampliar sua área de atuação e começar a tratar também da destinação de lixo na Grande São Paulo. Segundo o presidente da empresa, Jerson Kelmen, a ideia é diminuir o impacto do lixo causado nos aterros sanitários da região metropolitana e, ao mesmo tempo, obter energia a partir da queima do material, de acordo com matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo.

Essa energia seria usada pela própria Sabesp dentro dos processos de tratamento de esgoto. No ano passado, por exemplo, a empresa gastou R$ 935 milhões com despesas de energia elétrica.

O presidente da Sabesp defende que, sob o ponto de vista ambiental, a incineração é mais viável do que a construção de aterros sanitários. A ideia de Kelman é de que as usinas ou estações de tratamento de lixo fossem dotadas de filtros atmosféricos para não poluírem o céu da cidade. Em Paris, por exemplo, o calor do processo incineração gera vapor que aquece as casas e energia elétrica.

Para ler a matéria completa, clique no link abaixo:

Matéria – Folha

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.