Retomada lenta e incerteza eleitoral se retroalimentam

0
381

“A atividade econômica em ritmo mais lento do que o esperado neste início de ano aumenta a incerteza em uma corrida eleitoral já bastante imprevisível”. Esta é a abertura de reportagem do Valor de hoje, com entrevistas de vários economistas sobre a relação entre os dois temas. Na visão deles – prossegue a matéria – “a retomada aquém do previsto pode fortalecer candidaturas de nomes com baixa capacidade de tocar as reformas que garantiriam a continuidade da política econômica atual”.

A avaliação certamente leva em conta resultados da pesquisa Datafolha divulgada no último domingo, que mantiveram e até acentuaram a fragmentação das chamadas “forças de centro” – representadas especialmente pelo PSDB, MDB e DEM – ainda muito distantes de passos para a convergência em torno de uma chapa presidencial com um claro programa reformista (do Estado e da economia).

O que, como assinalado no Contexto de ontem, favorece pré-candidaturas populistas de partidos e de outsiders.

POR JARBAS DE HOLANDA

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.