Indústria cresce pelo quinto mês seguido, mas ainda deve apresentar queda no ano

0
656

São Paulo, 02/09/2016 – A produção industrial apresentou modesto crescimento de 0,1% no mês de julho, em comparação com junho segundo divulgação do IBGE da Pesquisa Industrial Mensal. O dado foi levemente superior à expectativa da GO Associados, que esperava queda de 0,1% no mês.

Na comparação com o mês de julho do ano passado, os dados ainda são negativos, queda de 6,6%. E no acumulado dos sete primeiros meses do ano, o setor apresenta retração de 8,7%.

O setor vai confirmando que é o primeiro a dar indícios de que o pior já passou. O resultado positivo de julho significa o quinto mês seguido de crescimento na margem.

No mês, as categorias de bens intermediários e de consumo duráveis apresentaram alta, de 1,6% e 3,3%, respectivamente. Por outro lado, bens de capital e de consumo não duráveis caíram em julho, 2,7% e 1,9% nessa ordem.

Vale ressaltar que, apesar da queda no mês, a categoria de bens de capital havia apresentado crescimento na margem nos seis primeiros meses do ano. Assim, o resultado negativo do mês deve ser interpretado mais como uma correção pontual, do que uma perspectiva negativa para a produção da categoria.

Para o restante do ano, a expectativa é que o setor continue apresentando resultados moderadamente positivos, em linha com o avanço da confiança dos empresários do setor. E assim, fechar 2016 com uma queda de 5,7%.

Para 2017, depois de três anos consecutivos de quedas, a indústria deve voltar a apresentar crescimento, de 1,2%.

Luiz Fernando Castelli – luiz.castelli@goassociados.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.