“Hora de o Brasil ter maturidade política. E de preservar a recuperação da economia”

0
388
Designed by Pressfoto/Freepik

As duas frases são do presidente da APEOP, Luciano Amadio. Formuladas na manhã de ontem, sob o impacto da delação do empresário Joesley Batista, divulgada na véspera à noite; das rápidas turbulências que gerou no mercado financeiro; e das incertas implicações político-institucionais que terá ou poderá ter. (Para ele) “O país, que começa lentamente a sair da sufocante recessão dos últimos anos, com agudos e perigosos efeitos sociais, não pode ser submetido a uma paralisante e desastrosa crise de governabilidade. Sendo imperativo que os desafios de tais implicações sejam enfrentados, articuladamente, pelos três Poderes da República e, responsavelmente, com uma perspectiva pluripartidária, pelas principais lideranças políticas”.

E o presidente Luciano Amadio conclui:

“Nesta hora da tensão, nós da APEOP, como empresários e como cidadãos, de par com o apelo à moderação e ao desarmamento de espíritos, reiteramos a postura que assumimos como integrantes do movimento ‘Reformar para Mudar’ de defesa e cobrança de urgência das reformas Trabalhista e da Previdência, fatores relevantes para um novo ciclo de desenvolvimento econômico e social do Brasil”.

INFORME APEOP Nº 1.188 – 19/05/2017

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.