Com portos, o início da parceria nos investimentos

0
338

São Paulo, 22/11/2016 – A assinatura, há dias, dos contratos de prorrogação do arrendamento de dois terminais portuários marcou o início, na prática, do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do governo Michel Temer, que deve ser um dos indutores da retomada do crescimento, segundo matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo.

Uma das concessões, a do terminal para contêineres de Salvador, venceria em 2025 e foi renovada até 2050. A outra, do terminal para fertilizantes em Paranaguá, terminaria em 2023 e agora vigorará até 2048. Juntos, carrearão investimentos em modernização de R$ 850 milhões, gerando 1,3 mil empregos.

Segundo a matéria, o governo também transferiu para os novos arrendatários duas áreas leiloadas em 2015 no Porto de Santos, uma para movimentação de grãos e outra de celulose. Os investimentos previstos são de R$ 361 milhões e os arrendatários pagarão R$ 418 milhões pela outorga.

Com essas medidas, o governo busca responder às críticas de que, preocupado apenas com a crise fiscal, não vem tomando medidas para estimular a economia. A lista de projetos de parceria prevê investimentos de R$ 24 bilhões em 67 terminais privados e mais 20 contratos de antecipações de renovação com investimentos adicionais de R$ 10 bilhões.

 

Para ler a matéria completa, clique no link abaixo:

Matéria – Estadão

 

David Abreu – david.abreu@goassociados.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.